SUSPEITOS DE INTEGRAR QUADRILHA QUE APLICA GOLPES EM CLIENTES DE CAIXAS ELETRÔNICOS SÃO PRESOS

REALEZA (MG) – Três pessoas foram presas pela Polícia Rodoviária Federal na BR-262, em Realeza, no final da tarde desta sexta-feira (12). Eles são suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em aplicar golpes em clientes de caixas eletrônicos. De acordo com o policial rodoviário federal, Edson Rhodes, a equipe de Realeza foi informada que dois indivíduos suspeitos de terem agido em um caixa eletrônico, na cidade de João Monlevade, haviam passado pelo posto da PRF naquela cidade e estavam seguindo pela BR-262, sentido ao Espírito Santo.

“Com posse das características do veículo, montamos um bloqueio em Realeza e conseguimos abordar o veículo. Para nossa surpresa, além dos dois homens, uma mulher estava com eles. Encontramos dinheiro, joias, vários cartões de créditos de pessoas diversas e também cartões com números falsos de atendimento ao cliente com a marca de vários bancos”, disse Rhodes.

A quadrilha agia da seguinte forma: após instalar um dispositivo que prendia o cartão, era colado no caixa eletrônico um cartão com a identificação do banco com um número falso de atendimento ao cliente. “O cliente colocava o cartão no dispositivo que era instalado no caixa eletrônico e, como o cartão ficava preso na máquina, o cliente ligava para o número falso de atendimento ao cliente. Do outro lado da linha, uma pessoa se passava por funcionário do banco e, com forte poder de persuasão, colhia os dados do cliente e dizia que o cartão ia ser retirado e enviado ao cliente”, explicou o PRF.

Após o cliente sair do banco, o cartão era recolhido e usado para fazer saques na conta do titular e compras pelos golpistas.

Segundo Edson Rhodes, os envolvidos possuem várias passagens pela polícia, inclusive com cumprimento de pena. “Durante revista nos indivíduos, percebemos que dois deles, um dos homens e a mulher usavam tornozeleiras eletrônicas. Foi quando eles informaram que eram casados, haviam sido presos e estavam em liberdade vigiada”, relatou Edson Rhodes.

Informações: Portal Caparaó

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui